|| Bem-Estar e Felicidade
Blog

Bem-Estar e Felicidade

Bem-Estar e Felicidade

O que a gente busca mais nessa vida, a não ser isso de estar bem consigo mesmo e com as outras pessoas? Os pensamentos que tenho produzem em mim emoçõessentimentos, até sensações no meu corpo, e essas sensações, emoções, esses sentimentos vão realimentar meus pensamentos. Estabeleço em mim e comigo um ciclo virtuoso ou um ciclo vicioso, e isso dá pra escolher.

Pensamentos bons produzem emoções, sensações boas, produzem hormônios do bem. A Neurociência, as ciências que cuidam do pensamento, do Campo Mental estudam como essas coisas se dão. Observe que tipo de pensamento você mantém todo tempo ou quase todo tempo.

Você procura instalar em você bons pensamentos? Procura alimentar e realimentar pensamentos bons, principalmente a seu respeito? O que você quer produzir em você? Se fico num ciclo vicioso, produzo doenças emocionais e até doenças físicas em mim. 

Tudo é energia, e posso deixar fluir nos meus órgãos, nos meus nervos e músculos sensações boas e vou manter minha saúde ou ter pensamentos ruins, negativos, principalmente a meu respeito e deixar que memórias emocionais negativas fiquem registradas, até alojadas no meu corpo, e vou sentir desconforto, mal-estar, vou sentir-me doente.

Não importam muito os eventos, as circunstâncias, as coisas que fazem comigo, mas o que eu faço com essas coisas. Na Terapia do Campo Mental ajudo as pessoas a saírem desses estados emocionais desagradáveis e ajudo-as a criarem o céu da vida delas e me sinto incrivelmente bem fazendo isso, sem medo de me ‘contagiar’ com os maus estados emocionais das pessoas, porque, veja, são estados, as pessoas não nasceram com suas mágoas, tristezas, não nasceram culpadas, elas se tornaram assim porque, talvez, sem saber lidar com os eventos e circunstâncias, ficaram assim e posso ajudá-las. As pessoas passam por dores de separação, de perda, mas aprendem a administrar melhor suas emoções num processo de Terapia comigo.

Há um período de luto, de resguardo, não preciso me expor, nem fazer que estou alegre; preciso gerenciar a dor emocional real por que estou passando,e em Terapia do Campo Mental se aprende a fazer isso, há suporte para se fazer isso. Se a pessoa sofre a dor da separação, posso ajudá-la a ir para um estado de união, sentir que tem vínculos com as pessoas.

Indiferença não é um estado desejado, ela pode ir para um estado de empatia com as outras pessoas. A pessoa às vezes já sofreu tanto na vida, que aprendeu a se blindar, só que ela fica como que anestesiada, indiferente. Sair desse estado é uma coisa muito boa. Posso produzir sentimentos bons que vão gerar bons pensamentos a meu respeito, a respeito dos outros, dos eventos: “Espere, isso não é bem assim, não foi bem isso que aconteceu; posso estar conectada às outras pessoas”.

De um estado de raiva, posso passar a outro de compaixão, misericórdia para com o outro. Não devo é permitir que a raiva vire ressentimento. Uma pessoa que faz Terapia do Campo Mental comigo sente grande alívio, é isso que as pessoas me contam.

Carregar mágoa, culpa por 10, 20 anos… quando a pessoa ‘solta’ isso, sente grande alívio, pois sai do estado emocional negativo em que estava congelada. “Aquilo que a pessoa fez comigo eu não esqueço mais.” O outro continuou andando, você é que parou no tempo, isso gera doença, sim! Então o que é que eu quero fazer com as coisas que me fizeram, com as coisas que me fazem, com os contratempos? Quando a pessoa está num estado emocional de hostilidade, tem que caminhar para um de entusiasmo, por exemplo.
Que interpretação eu dei para as coisas que fizeram comigo? Às vezes não houve má intenção, mas interpretei como sendo maldade da outra pessoa.

Aí me vitimizo e fico num estado de comiseração. Eu posso ter compaixão, misericórdia de mim ou do outro e sair disso Quando estou saindo desse estado, percebo que muito foi interpretação que dei aos atos e fatos.

A pessoa me faz algo, mas não é por causa de mim, é por conta do estado em que ela está, então aquilo não me pertence, jogo fora! É um peso. A Terapia pode ajudar, este vídeo pode ajudar. As coisas passam por mim, eu posso permanecer bem. 

Newsletter


Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades